Acesso à informação Portal de Estado do Brasil
Personal tools
You are here: Home Acervo Memória Embrapa Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) Criação da revista
Document Actions

Criação da revista

by Raquel Siqueira de Lemos last modified 15/12/2010 12:15

 

A revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) foi criada em 1966, pelo antigo Departamento de Pesquisas e Experimentação Agropecuárias (DPEA), do Ministério da Agricultura, com o objetivo de publicar trabalhos técnico-científicos desenvolvidos por aquele Departamento e por outras instituições. Desde sua criação, é aberta à contribuição de diversas instituições nacionais e estrangeiras, principalmente da América Latina. Aborda os mais variados temas, contando também, com a colaboração de especialistas nas diversas áreas do conhecimento.

À época da criação da revista, o diretor-geral do DPEA era Ady Raul da Silva, que depois veio a integrar os quadros da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), onde permaneceu até se aposentar.

Naquela época, foi escolhido como editor Jürgen Döbereiner, que atuava no antigo Instituto de Pesquisa e Experimentação Agropecuárias do Centro-Sul (IPEACS), e coube a ele a missão de estruturar a revista e iniciar sua edição. O periódico ficou sediado no IPEACS até 1975, quando foi transferido para Brasília. Em 1976, passou a ser editado pela Embrapa, por intermédio do Departamento de Informação e Documentação (DID), e,  a partir de 1991, pela antiga Embrapa Produção de Informação (SPI), hoje Embrapa Informação Tecnológica (SCT), Unidade da Empresa.

Em 1976, Luiz Carlos Riascos Cruz foi nomeado editor da revista, e permaneceu até julho de 1995, quando faleceu. Em agosto daquele mesmo ano, assumiu Allert Rosa Suhet, que ocupou o cargo até agosto de 2009, momento em que se aposentou.

Naquela época, todo o trâmite dos artigos era feito pelos Correios. À medida que os artigos chegavam, eram numerados e registrados manualmente em um livro. Todo o processo era manual, e as ações eram registradas na capa da pasta dos artigos. Imediatamente, foram implementados o registro em meio eletrônico e o uso de mala direta para a preparação das correspondências. Esse procedimento permaneceu até janeiro de 2005, quando o Sistema de Gerenciamento de Artigos, desenvolvido por empregado da Embrapa Informação Tecnológica, passou a ser utilizado. Em outubro de 2007, adotou-se o Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas, desenvolvido pela The University of British Columbia, no Canadá, e traduzido pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict).

A revista permaneceu em seu formato original até o ano de 2003, quando um diagnóstico geral indicou uma série de alterações a serem implementadas no processo editorial e também no formato, para torná-la mais econômica e de melhor legibilidade.