Acesso à informação Portal de Estado do Brasil
Personal tools
You are here: Home Programação 2006 Propagação rápida do bacurizeiro

Região Norte

Técnicas para acelerar a propagação do bacurizeiro, espécie frutífera típica da Amazônia com forte poten

Arquivos para download Arquivo MP3 - Propagação rápida do bacurizeiro

Propagação rápida de bacurizeiro é tema do programa de rádio da Embrapa

 

O sabor do bacuri é um dos mais conhecidos no Estado do Pará. A partir da fruta são produzidos doces, sorvetes, sucos e medicamentos. A fruta é bastante apreciada pelo seu sabor exótico.

Durante o programa, a equipe da Embrapa Amazônia Oriental (Manaus-AM) trará informações sobre as técnicas utilizadas para a propagação do bacurizeiro, a árvore do bacuri. O manejo de bacurizais consiste em aproveitar brotações que se originam das raízes e ajustar o número de árvores à região escolhida para o cultivo. As plantas originadas das raízes começam a produzir os primeiros frutos entre quatro e cinco anos após o início do manejo. Já aquelas oriundas de sementes demoram de dez a doze anos para iniciar a produção. Essa técnica tem reduzido impacto ambiental, sendo uma boa forma de se garantir a variabilidade genética da espécie.

Os principais métodos utilizados na propagação via assexuada são a estaquia e a enxertia. O primeiro é a multiplicação por estaca que venha de plantas saudáveis e produtivas, e consiste na regeneração dos tecidos e emissão de raízes. Já a enxertia é um dos processos de propagação vegetativa de maior relevância para a fruticultura. Com ela, consegue-se soldar um pedaço de uma planta a outra que lhe sirva de suporte e retire do solo a água e os nutrientes necessários para seu desenvolvimento. Assim, a planta enxertada passa a se constituir numa única e nova planta. Mas essa técnica depende de uma série de fatores, como a compatibilidade entre o porta-enxerto e o enxerto, a época do ano, as condições ambientais etc.

 

2006/08/30 18:00:00 GMT+0
15'
Izabel Brandão (MTb 1084-PR)
Email: izabel@cpatu.embrapa.br
Telefone: (91) 3204 1200
Embrapa Amazônia Oriental