Acesso à informação Portal de Estado do Brasil
Personal tools
You are here: Home Programação 2008 Produção de erva-mate em sistemas arborizados

Região Sul

Aumento de renda com cultivo de erva-mate com a arborização das lavouras

Arquivos para download Arquivo MP3 - Produção de erva-mate

Produção de erva-mate em sistemas arborizados 

Cultura de base familiar, a erva-mate é explorada em cerca de 180 mil propriedades distribuídas por mais de 500 municípios dos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. Movimenta uma diversificada cadeia de produção, que inclui chás, e outras bebidas, cosméticos, medicamentos, além do tradicional chimarrão.

Já a arborização é uma prática agroflorestal que pode ser aplicada em qualquer tipo de sistema de produção: grãos, pastagens, fruticultura, horticultura e outros. Conforme esclarece o pesquisador da Embrapa Florestas, Amilton Baggio, arborização não é sombreamento e, sim, o consórcio da cultura agrícola com um pequeno número de árvores. A quantidade de árvores a ser plantada varia de acordo com o tipo de cultivo e espécies florestais escolhidas.

Em parceria com a Associação dos Produtores de Erva-mate de Machadinho (RS), a Embrapa Florestas vem desenvolvendo um trabalho de incentivo à produção de erva-mate em sistemas de arborização controlada. Consiste na introdução do componente arbóreo em ervais com o objetivo de aumentar a biodiversidade produtiva dos monocultivos, possibilitando maior rentabilidade aos produtores e sustentabilidade às propriedades. Nesse sistema, o número de árvores a ser plantado por hectare fica entre 50 e 100.

Baggio explica que o objetivo da arborização é protejer a cultura principal – neste caso, a erva-mate – e produzir no espaço vertical, o que possibilita aumento de renda para o agricultor. Isto ocorre com a exploração das espécies florestais para a produção madeireira ou de frutos. Entre os benefícios da arborização dos ervais, o pesquisador cita o aumento da produção que ocorre devido à melhoria das condições climáticas e do solo. E acrescenta: “Há uma agregação de valor ao produto uma vez que o mercado paga mais pela erva sombreada, considerada de melhor qualidade. Outra vantagem é a diminuição dos danos causados por prgas, principalmente a broca da erva-mate”. O sistema ainda ajuda a diminuir impactos negativos à natureza.

 

2008/06/02
15'
Maria Paraguaçu
Email: mariah@cnpf.embrapa.br
Telefone: (41) 3666-1863
Embrapa Florestas