Personal tools
You are here: Home Programação 2011 Transição agroecológica com produção de feno e silagem para a época da seca

Região Nordeste / Vale do Jequitinhonha

Implantação de banco de proteína e produção de feno e silagem no final da época chuvosa para aumento da produtividade dos rebanhos na entressafra.

Arquivos para download MP3 - Transição agroecológica com produção de feno e silagem para a época da seca
Resumo - Transição agroecológica com produção de feno e silagem para a época da seca

Transição agroecológica permite transformar áreas degradadas em sistemas agroflorestais

Recuperar áreas de capoeira abandonadas por queimadas e desmatamentos, transformando-as em sistemas agroflorestais sustentáveis, combinando atividades de pecuária e exploração agrícola, inclusive com produção de alimentos para animais. Este é o principal objetivo de pesquisas da Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral/CE) que lidam com a transição ecológica no semiárido nordestino. Os trabalhos realizados têm mostrado potencial de ser alternativa para os agricultores locais, com práticas que amenizam os efeitos da agricultura migratória.

A chamada transição agroecológica consiste no apoio a um processo de transformação dos atuais modelos de desenvolvimento rural e de agricultura convencionais para estilos de desenvolvimento e manejo agrícola mais sustentáveis. De acordo com a pesquisadora Nilzemary Lima, da Embrapa Caprinos e Ovinos, a transição ecológica surgiu como uma ferramenta gradual de mudança.

Segundo ela, as práticas migratórias da agricultura convencional na caatinga, com a derrubada da vegetação, queimadas e uso do superpastoreio (concentração de animais acima do limite suportável pelo ambiente) têm sido fatores de degradação do bioma há mais de três séculos. Assim, tornariam impossível mudanças bruscas na conscientização dos agricultores para que eles incorporarem, em curto prazo, práticas sustentáveis dos recursos naturais renováveis. Dessa maneira, um trabalho de transição surgiria como boa alternativa.

Em comunidades como Pé de Serra do Cedro, em Sobral (CE), o trabalho da Embrapa junto aos produtores se dá em áreas de capoeiras com dois anos de uso. Lá, é realizado trabalho de rebrota das árvores e arbustos, assim como o plantio das culturas (como milho, feijão, mandioca) juntamente com as leguminosas como a gliricídia e a leucena. Essas, compõem os chamados bancos de proteína, fontes de alimentação para os rebanhos de caprinos e ovinos, principalmente em épocas de escassez de alimentos.

O trabalho da Embrapa junto às comunidades tem permitido um maior conhecimento, por parte dos produtores, da prática de armazenamento de feno e silagem, obtidas em período chuvoso, para que sejam utilizados como fonte nutricional na escassez.

A transição agroecológica permite também a adaptação tanto aos fatores ambientais (clima, solo, água) dos ecossistemas quanto à cultura das comunidades que manejam os sistemas de produção. Isto tem permitido que se trabalhe com mudanças de atitude e valores dos atores sociais em relação à conservação de recursos naturais.

O Prosa Rural é o programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que vai ao ar em mais de 1000 emissoras em todo o Brasil. O programa conta, ainda, com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

2011/07/11
15'
Adilson Nóbrega (MTb/CE 01269J)P
Email: adilson@cnpc.embrapa.br
Telefone: (88) 3112.7528
Embrapa Caprinos e Ovinos

Colaborador URL
Embrapa Informação Tecnológica
http://www.sct.embrapa.br